quarta-feira, 31 de maio de 2017

Vídeo mostra Orcas perturbando uma baleia azul

Um vídeo capturado por drone flagrou um grupo de orcas realizando um ataque coordenado contra uma baleia azul na costa de Monterey, na Califórnia, EUA. Conhecidas como baleias assassinas, as orcas atacam outros mamíferos marinhos, como golfinhos e focas, mas têm poucas chances contra o maior mamífero do planeta, que chega a medir 30 metros de comprimento e pesar quase 200 toneladas.
— Elas provavelmente estavam fazendo isso por diversão — disse Nancy Black, bióloga marinha que acompanhava o passeio, em entrevista à “National Geographic”. — Elas brincam com as baleias como gatos brincam com sua presas. Elas são muito brincalhonas e sociáveis.
As imagens foram feitas no último dia 18 por Anoorag Saxena, um turista indiano que participava de um passeio promovido pela empresa Monterey Bay Whale Watch. Segundo Nancy, eles estavam acompanhando um grupo com cerca de 15 orcas quando, de repente, a baleia azul surgiu na superfície e chamou a atenção dos observadores, e também das orcas.
Apesar de ser muito maior que as orcas, a baleia azul adulta parece ter se assustado com a aproximação dos predadores e nadou rapidamente para longe. Normalmente, as orcas são incapazes de abater as imensas baleias azuis e cinzentas adultas, mas os filhotes são presas desejadas. Segunda Nancy, que trabalha com os cetáceos da região há 25 anos, entre abril e maio as baleias cinzas cruzam a costa do Pacífico com seus filhotes em direção ao Alasca. Nesse período, o número de orcas também aumenta.
Quando caçam grandes presas, como baleias, as orcas formam um círculo ao redor do alvo, tornando a fuga mais difícil. Apesar de serem capazes de se comunicar, a caça é completamente silenciosa, fato que intriga os cientistas na busca de explicações sobre como as ações são coordenadas. No vídeo, as orcas realizam o ataque no mesmo momento, numa formação em linha.



— Elas são extremamente sincronizadas — disse Nancy. — Nós não sabemos como elas são capazes de fazer isso de forma tão exata.
Segundo a bióloga, é possível que as orcas estivessem treinando formações de ataque, mas, na sua opinião, é mais provável que elas estivessem apenas incomodando a baleia.
— Às vezes elas são como crianças — disse Nancy. — Elas estão mexendo apenas para ver a reação.


Fonte: O Globo de 26 de maio de 2017.


Nota do Blog:
A opinião do blog contraria a da Bióloga da reportagem. É ainda mais provável que elas estivessem treinando formações de ataque do que meramente se divertindo, de acordo com estudos sobre Orcas e por toda experiência de acompanhamento de registros do comportamento das mesmas.




2 comentários:

  1. Jônatas Filgueiras31 de maio de 2017 13:34

    Concordo totalmente com a opinião do blog.
    É ridícula toda e qualquer ideia de se tentar humanizar o sentimento de um animal, ainda mais selvagem.
    A visão da bióloga sobre o fato das orcas buscarem diversão nesta ação, é, no mínimo, imatura e não condiz com a carga de conhecimento que um profissional desses deve ter sobre o natural instinto animal.
    Eu desprezo qualquer tentativa de trazer o instinto animal, à estatura humana.

    ResponderExcluir