terça-feira, 9 de maio de 2017

Record de poluentes é encontrado em corpo de Orca

A necropsia apontou que uma das últimas Orcas do Reino Unido morreu com níveis extremos de poluentes tóxicos. Lulu, como era conhecida, apareceu morta em janeiro de 2016 na costa escocesa, deixando para trás apenas oito membros de seu pod, e infelizmente ganhando o triste título de a baleia mais contaminada encontrada até hoje.
As análises publicadas na última quarta-feira mostraram que ela possuía níveis de Bifenilos policlorados, PCBs (comercialmente chamado no Brasil de Ascarel), 100 vezes maior que o limite seguro. Lulu tinha 950mg/kg da substância em sua gordura corporal. Os pesquisadores agora temem que as demais Orcas de seu pod também estejam contaminadas.
Os PCBs foram banidos em meados da década de 1970 mas ainda apresentam estragos ao meio ambiente. Simon Walmsley, da WWF, disse: “Os chocantes níveis de contaminação por PCBs encontrados na Lulu, são outro exemplo trágico do impacto que estamos tendo na natureza. Tais níveis de poluentes nos oceanos, rios e atmosfera não podem ser ignorados. (...) Temos que usar isso como lição aprendida e não liberar esses contaminantes no meio ambiente sem compreender claramente quais são impactos de curto e longo prazo. Os PCBs, por exemplo, permanecerão na natureza e continuarão poluindo por muitas décadas. Estamos a caminho de perder dois terços da vida selvagem até 2020 e o grande impulsionador disso é forma como tratamos o planeta. Os resultados dessa análise devem servir de alerta de que é imperativo que continuemos a lutar para encontrar uma maneira de 7 bilhões de pessoas viverem aqui sem encher o planeta de lixo.”
A necrópsia também revelou que a Orca Lulu nunca deu à luz e provavelmente não era fértil. Ela fazia parte da população de Orcas denominada Comunidade da Costa Oeste e deixou para trás Nicola, Moneypenny, Floppy Fin, John Coe, Comet, Aquarius, Puffin e Occasus.
A WWF declarou ainda que esses achados mostram que “há uma forte evidência de que o pod está condenado à extinção.

A linda imagem abaixo é de um dos membros deste pod fotografado na Escócia por Karen Munro. Preferi compartilhar este lindo momento e não as imagens da Lulu morta. Quem sabe assim conseguimos colocar nossas energias na esperança de que irão superar as adversidades e sobreviverem às terríveis dificuldades que impomos a elas?!






Nenhum comentário:

Postar um comentário